Sobre “Elos”, Laços e Sonhos

“Elos”, a Websérie, entrou na minha vida em virtude de um dos elos mais lindos que existe: o da amizade! Para que vocês entendam um pouquinho melhor essa história, vou voltar uns 04 anos no tempo, quando conheci aquele que seria um dos meus melhores amigos no universo das artes: Isac Flores. Nós trabalhamos juntos pela primeira vez em um espetáculo da Cia Dançart – Ave Poesia – e, a partir daí, sempre demos um jeito de estar em praticamente os mesmos projetos que o outro. Era uma espécie de promessa implícita de que sempre estaríamos ali pelo outro, mesmo que na plateia, dando apoio moral – que é essencial, diga-se de passagem! Rs. 
Eis que, um belo dia, Isac me avisa que largou tudo, que foi seguir seu sonho e fazer cinema na UESB! Eu achei o máximo, até porque eu mesma não tive a coragem de fazer isso por mim, então me alegro muito quando vejo que alguém teve força suficiente para tal. Ele me prometeu que me convidaria para fazer parte de suas produções, eu só não esperava que a promessa fosse cumprida tão rapidamente! Já no 1° Semestre, a partir de uma conversa entre Isac e um colega de sala, Daniel Leite, sobre a possibilidade de fazer um curta, surgiu a ideia de fazer a primeira Websérie da cidade! Assim, Daniel – escritor com direito a livro publicado e tudo –, assumiu o papel de roteirista dessa saga e, em pouco tempo, a história estava pronta, só esperando para ser vivida pelos bravos atores que aceitassem esse desafio – incluindo a que vos fala escreve! 
Os meninos conseguiram atrair vários outros estudantes de Cinema e Audiovisual da UESB que estavam com vontade de produzir algo de qualidade, ainda que sem toda a experiência do mundo e às próprias custas. Nesse contexto, nasceu a Pigmaleão Produções e, com muito trabalho duro e dedicação, “Elos” foi tomando forma e nos encheu de orgulho quando assistimos ao seu tão esperado primeiro episódio! É claro que existem falhas – como a falta de uma preparação maior dos atores mirins –, mas o roteiro envolvente, a fotografia belíssima e uma trilha sonora mais que perfeita aliada a um grande elenco – podem me chamar de convencida! – conseguiram sobrepujar os erros.
 
Viver a experiência de fazer uma websérie foi algo completamente desafiador e emocionante pra mim, mais acostumada com os palcos do que com as câmeras. Eu interpreto um dos quatro protagonistas, a fotógrafa Paola Marine, batalhadora, de personalidade forte e que mostrará que o mais essencial na vida é a beleza interior. Ela é apaixonada por seu melhor amigo, o artista plástico Lorenzo Avilar, vivido por Isac Fores – gente, não há qualquer semelhança com a vida real, ok? – Lorenzo, por sua vez, idealiza um amor perfeito e, portanto, sempre se frustra em seus relacionamentos, até que conhece a garota dos seus sonhos: Isabella Lourence, interpretada por Gabriela Sá. Isabella precisou superar algumas vivências traumáticas ao longo da vida e, aos nove anos, teve que ir embora da Bahia, deixando para trás seu melhor amigo de infância ,Victor Antonielo – personagem vivido por Eliwelton Lima –, que quer se tornar um grande bailarino, tendo que enfrentar os preconceitos da sociedade para viver esse sonho.

Não posso deixar de me ater, especialmente, à trilha sonora de Elos, composta por grandes artistas da região como Achiles Neto e Marcus Marinho – que acabaram de lançar o CAIM pra deixar a gente mais apaixonada pelo trabalho deles! –, bem como artistas brasileiros de diversas regiões do país – a exemplo do paulista Markus Thomas, da banda Escaparate de Baiano, do brasileiro-russo Nano Vianna –, e até mesmo internacionais, como o português Ricardo Azevedo! Além desses, há muitos outros que, inevitavelmente, acabam nos encantando com suas lindas canções.
Uma das minhas músicas preferidas é Imaginário, de Markus Thomas, cuja letra eu vivia repetindo: “Eu quero algo leve, pra me levar pra longe, que surja por acaso, como se nem notasse…”. Se isso foi pedir demais eu não sei, só sei que Deus ouviu o meu desejo e, ao me envolver em “Elos”, recebi o maior presente de todos: meu príncipe, Diego Batista, assistente de direção da websérie.
Espero que vocês gostem de “Elos”, uma websérie feita com muito amor, fruto do sonho de muita gente boa reunida! Não se esqueçam: todas as terças, às 20h, há o lançamento de vídeos no canal da Pigmaleão Produções no YouTube, com os episódios da websérie, vídeos-clipes, e Doc-Extras contando um pouco sobre a trama e suas temáticas. Não deixem de acompanhar!
Sinopse oficial:
“Elos é a história de quatro jovens que precisarão enfrentar vários obstáculos para conquistarem seus sonhos. Mas, no decorrer de suas jornadas, os elos farão com que cada um enxergue no outro um reflexo de si mesmo. Victor Antonielo sonha em se tornar um grande bailarino, mas sofre preconceito e precisará enfrentar a própria família para realizar esse sonho. Sua amiga de infância, Isabella Lourence, sempre o incentivou, mas a garota precisou deixá-lo ainda quando eram crianças, e se mudou para São Paulo. O caminho dela se cruzará com o de Lorenzo Avilar, um artista plástico que idealiza encontrar a mulher perfeita. O rapaz, no entanto, não percebe que sua amiga, a fotógrafa Paola Marine, nutre um amor platônico por ele. E assim, a vida se revelará para esses jovens quando eles descobrirem a essência que há em cada um deles.”

5 Comentários para "Sobre “Elos”, Laços e Sonhos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *