RESENHA LITERÁRIA: LUGARES ESCUROS, de Gillian Flynn

Editora Intrínseca

Gênero: Suspense/Thriller

“Nunca posso alimentar esses pensamentos. Classifiquei essas lembranças como se fossem um lugar particularmente perigoso: um lugar escuro.”

Como amante de um bom mistério, tenho que dizer que, definitivamente, Gillian Flynn está entre as minhas autoras preferidas! A maneira como ela conduz os fatos e surpreende a cada obra é incrível, sem falar da sua habilidade em criar personagens femininas memoráveis e completamente distintas entre si. Ame ou odeie as protagonistas de Gillian, mas elas são, acima de tudo, humanas!

Lugares Escuros foi o terceiro livro da autora que li e o terceiro livro resenhado por nós aqui no Uma Dose. Apesar de não ter sido o meu preferido – Garota Exemplar, até então, é imbatível! Rs –, Gillian continua nos mostrando o lado obscuro presente em nós, nos chocando com a brutalidade e violência dos nossos próprios semelhantes.

“Eu tenho uma maldade dentro de mim, tão real quanto um órgão. Corte minha barriga e talvez ela escorra para fora, viscosa e escura, e caia no chão para que você possa pisar nela. É o sangue dos Day. Há algo de errado com ele.”

Libby Day é uma mulher que já passou dos 30, mas vive completamente à sombra do seu passado e, literalmente, à custa de sua tragédia familiar. Sem emprego, sem perspectiva, sem amigos ou qualquer outra espécie de vínculo afetivo, Libby é sustentada por doações daqueles que se compadeceram da única sobrevivente da chacina ocorrida há 24 anos na fazenda da sua família, conhecida como o Sacrifício Satânico de Kinnakee.

“Aniquilação. Novamente viu machados, armas, corpos ensanguentados esmagados no chão. Gritos davam lugar a gemidos e canto de pássaros. Ele queria sangrar mais.”

No entanto, ao longo dos anos, muitas outras vítimas acabaram tomando o seu “holofote” e o dinheiro começou a não chegar mais como na época em que era só uma garotinha desamparada, levando a nossa protagonista a:

A) Arrumar um emprego e tomar as rédeas de sua vida

B) Pular da ponte mais próxima e dizer “adeus vida cruel”

C) Aceitar a proposta de um clube secreto obcecado por crimes famosos e brutais, intitulado Kill Club, para, em troca de 500 dólares, responder algumas perguntas sobre o dia em que ela se esforça para não pensar sobre: o dia em que suas duas irmãs e sua mãe foram assassinadas pelo seu próprio irmão, suposto Ben.

É claro que a riqueza de detalhes entregou a resposta para vocês, mas não julguemos Libby, ok? 500 dólares em troca de algumas respostas é um dinheiro relativamente fácil… #sqn

Ao aceitar a proposta do Kill Club, mal sabia Libby que seria obrigada a sair da sua zona de conforto e mergulhar mais fundo do que nunca no seu passado e nos segredos dos membros da sua família, até mesmo nos de uma garotinha confusa de 07 anos, cujo depoimento foi crucial para colocar o irmão detrás das grades: ela mesma.

“Eu não era uma criança adorável e me tornei uma adulta extremamente detestável. Se alguém fizesse um retrato da minha alma, veria um amontoado de rabiscos com presas.”

Seria Ben inocente? Seria Libby uma pequena grande mentirosa? Seria o crime obra de Satanás ou algo muito mais palpável e humano? Para nos revelar as respostas dessas perguntas, Gillian Flynn alterna a narrativa da investigação pessoal de Libby com os pontos de vista de Ben e da sua mãe, Patty, nas horas anteriores ao massacre. Eu garanto: você não vai conseguir largar esse livro até saber o desfecho.

 “Eu entendo um pouco de tentar fazer a coisa certa e foder tudo completamente”

OBS: Em 2015, Lugares Escuros foi adaptado para o cinema com um elenco de peso. Charlize Theron protagonizou o longa dirigido por pelo francês Gilles Paquet-Brenner e eu confesso que esperava assistir a um filme no nível de Garota Exemplar, dirigido pelo fantástico David Fincher, mas me decepcionei profundamente.

Apesar de bastante fiel ao livro, o filme não teve o poder de me prender e ficou muito curto para explorar tantos personagens e as reviravoltas de cada um, o que é feito brilhantemente por Gillian Flynn na obra original. Para quem não conhece a história, fica até mesmo confuso e, para mim, foi cansativo e, em grande parte, entediante. Recomendo a leitura, mas não o filme! Rs.

No entanto, deixo com vocês o trailer pra quem se interessar ainda assim:

 

Sinopse Oficial (Livro):

Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua.

Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?

Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares Escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

 

Nota no Skoob4,1/5

Nota no GoodReads: 3,9/5

MINHA Nota: 4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *