RESENHA LITERÁRIA: ANEXOS DE RAINBOW ROWELL

Editora Novo | Século  Novela

 

Anexos foi o primeiro livro da Rainbow que eu li. Primeiro eu achei que seria um chick-lit no qual a personagem principal é um homem, se é que isso é possível!

 

Lincoln é um cara diferente. Já se formou, tem vinte e quase trinta anos e, ao contrário do fluxo que segue a maioria dos ingleses, ele voltou para a casa da mãe. A mãe faz tudo por ele, faz a comida dele, arruma as coisas dele. Ele é muito inteligente, um estudioso, um acadêmico. Mas ele está em um emprego que não o realiza. E é dessa função que ele exerce em uma empresa de jornalismo que surge o enredo da nossa história.

O ano é 1999. As grandes corporações se sentem ameaçadas por causa do surgimento e consolidação da internet. Lincoln é do pessoal da “TI”. Trabalha pela noite lendo os e-mails dos funcionários que caem no filtro do programa de controle. Basicamente quem utiliza palavras “suspeitas” tem seu e-mail monitorado e, a depender do conteúdo da conversa, recebe uma advertência sobre o uso do e-mail funcional para comunicação pessoal.

O emprego paga bem. O chefe não entende muito bem o que ele faz, a carga de trabalho é quase zero. Parece o emprego ideal, mas Lincoln tem um sentimento de que ainda falta algo.

Entre os e-mails que caem no controle estão os de Beth e Jennifer. Elas realmente conversam sobre tudo! O problema é que Lincoln começa a se envolver emocionalmente com as duas e  se apaixona por Beth, sem nem conhecer seu rosto. Ele acaba se sentindo tão íntimo delas, acha que elas são divertidas e começa a ficar ansioso para trabalhar para saber notícia das meninas. Então o cara da TI se vê em um apuros moral. Seria ético ele continuar lendo os e-mails se já decidiu que não iria notificar as duas?

A história é fluida e a leitura super agradável. a Rainbow consegue nos prender do começo ao fim. E é engraçado como tudo faz sentido para mim. Eu consigo entender o desespero da espera do “bug do milênio”, porque eu tinha 10 anos quando aconteceu!

Bem, o Lincoln é um protagonista que eu ainda não sei se gosto. Ele é amável, um bom garoto, um cara “para casar”, para resumir o quanto eu o amo. Mas ele é inseguro, acomodado, tímido e por vezes passivo. Ao longo da narrativa nós conseguimos perceber quanto Beth e Jennifer são importantes para ele sair de um casulo em que vivia, de um estado de letargia que ele parece nunca perceber que vivia.

Eu amei a história! quando terminou fiquei com saudades de cada personagem. Para mim este é o sinal do tanto que me envolvi.

 

Nota no Skoob: 4,2/5

Nota no GoodReads: 3,95/5

Minha nota: 4/5

 

SINOPSE: Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser agente de segurança da internet, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonando por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria…?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *