FOLK MEETS ROCK: 05 INDICAÇÕES IMPERDÍVEIS

Como já deu pra perceber, esse mês eu estou beeeem musical! Só penso e escrevo sobre música por aqui… Rs. Mas boas indicações pra preencher nossas playlists nunca são demais, não é mesmo? Então resolvi fazer uma listinha com 05 artistas ou bandas que se destacam no cenário do Folk Rock – um encontro maravilhoso de dois gêneros musicais amados individualmente e que deram super certo juntinhos…

Então, vamos lá? 😉

Mumford and Sons

Post Mumford & Sons edit

É claro que a minha banda preferida estaria no topo da lista, gente!!! Podem aplaudir a minha total previsibilidade, mas quando a gente gosta é claro que a gente cuida indica. E se você nunca ouviu falar dessa preciosidade aqui – Hello! Em que mundo você vive? –, chegou a hora de se encantar!

Mumford & Sons é uma banda inglesa composta pelos músicos Marcus Mumford (vocais, violão, bateria, bandolim), Ben Lovett (vocais, teclados, acordeão, bateria), Winston Marshall (vocais, banjo, violão, guitarra ressonadora), e Ted Dwane (vocais, contrabaixo acústico, bateria, violão).

O álbum de estreia, “Sigh No More”, foi lançado no Reino Unido em outubro de 2009, e em fevereiro de 2010 nos Estados Unidos. Eu, particularmente, conheci a banda em 2012, um pouco antes do lançamento do segundo álbum, “Babel”, um dos mais vendidos na Inglaterra e nos Estados Unidos.

A primeira vez que ouvi “Winter Wind”, uma das músicas do primeiro álbum, eu não consegui conter a emoção e me apaixonei completamente por todo o trabalho da banda. Creio que, por essa razão, “Sigh No More” seja até hoje o meu álbum favorito – e que me faz saltitar pela casa como se não houvesse amanhã.

Em 04 maio de 2015 – há exatamente dois anos! –, “Wilder Mind” foi lançado e surpreendeu completamente a todos, pois o rock se fez bem mais presente do que nos álbuns anteriores, marcando uma fase completamente nova da banda. Confesso que demorou um pouquinho pra esse terceiro álbum conquistar completamente o meu coração, pois a falta do banjo me fez torcer o nariz em um primeiro instante. Mas depois tive que reconhecer que o álbum é excelente e o maior representante do encontro entre folk e rock. Então, deleitem-se com umas de suas músicas maravilhosas: “Believe”.

OBS: Em junho do ano passado, Mumford & Sons lançou um EP fantástico gravado na África do Sul, “Johannesburg”, vale a pena ouvir!

The Lumineers

Post The Lumineers editApesar de a banda existir, oficialmente, desde 2005, foi apenas em 2010 que ela alcançou a sua configuração atual com Wesley Schultz (vocal, guitarra), Jeremiah Freites (bateria, piano) e Neyla Pekarek (violoncelo, backing vocal).

Em 2012, o trio lançou seu disco de estreia, emplacando os hits “Ho Hey” e “Stubborn Love”. Quem diria que após um começo tão devagar na cidade de Denver eles alcançariam o disco de platina nos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, dentre outros prêmios, hein?

No ano passado – após quatro anos se apresentando em turnês com apenas um disco!!! –, o The Lumineers nos presenteou com “Cleopatra”, seu segundo álbum. A presença do violoncelo é, com certeza, um diferencial da banda e, embora Neyla não participe integralmente do processo de composição, ela é co-autora de duas faixas do novo disco, “Gale Song” – que foi escrita especialmente para compor a trilha musical de “Em Chamas” (2013), o segundo filme da saga Jogos Vorazes – e “My Eyes”.

Antes de “Gale Song”, The Lumineers já havia escrito outra música exclusiva para a saga, “The Hanging Tree”. Além disso, algumas de suas músicas já fizeram parte da trilha de várias séries da CW, como The Vampire Diaries, Hart of Dixie e Reign.

Fiquem agora com “Angela”, umas das belas canções do mais novo álbum desse trio fabuloso:

Obs: Na semana passada, o The Lumineers lançou um curta-metragem intitulado “The Ballad of Cleopatra”, uma reunião dos clipes de “Ophelia”, “Cleopatra”, “Angela” e “Sleep On The Floor”. Para finalizar, adicionaram “My Eyes” com cenas exclusivas e “Patience” para os créditos finais.

O curta narra a história de Cleopatra, a senhora taxista em que a banda se baseou para fazer o seu último álbum. A montagem ficou maravilhosa e é de arrepiar! Não deixem de conferir!

King Charles

Post King Charles editNascido Charles Costa, King Charles é o nome artístico desse cantor e compositor de West London.

Com formação clássica de canto, ainda toca guitarra, piano e violoncelo. Começou a escrever canções aos dezessete anos e, em 2009, ganhou o International Songwriting Competition por unanimidade.

Em 2007, depois de estudar sociologia por dois semestres na Universidade de Durham, Charles resolveu voltar para Londres e formar uma banda: a Adventure Playground, que saiu em turnê com Laura Marling e Noah and the Whale antes de se separarem em 2008. Ele também saiu em turnê pelo Reino Unido e pelos Estados Unidos ao lado de advinha quem??? Mumford & Sons! 😀

O primeiro álbum de King Charles como artista solo, “LoveBlood”, foi gravado em Hollywood e lançado em maio de 2012. Já “Gamble for a Rose”, segundo álbum do artista, saiu no início do ano passado.

Confira “Chock”, uma das minhas músicas preferidas do novo álbum:

Little Green Cars

Post Little Green Cars editLittle Green Cars foi formada em 2008, em Dublin. Seus membros – Stevie Appleby (vocais, guitarra), Faye O’Rourke (vocais), Adam O’Regan (guitarra), Donagh Seaver O’Leary (baixo) e Dylan Lynch (bateria) – se conheceram na escola e decidiram formar uma banda. Eles ensaiavam no quintal da casa de Stevie Appleby e, rapidamente, começaram a escrever e gravar seu próprio material.

Para preparar o seu primeiro álbum de estúdio, eles se juntaram ao produtor Markus Dravs, cujo trabalho no Arcade Fire’s Suburbs foi uma grande inspiração para a banda. Assim, em abril de 2013, nascia “Absolute Zero”.

O segundo álbum “Ephemera”, só viria quase três anos depois, em março de 2016.

Ouçam “The John Wayne”, minha favorita da banda.

Philllip Phillips

Post Phillip Phillips editPhillip LaDon Phillips Jr., mais conhecido como Phillip Phillips, é um cantor e compositor norte-americano que mora no meu coração desde a décima primeira temporada do reality show American Idol – da qual ele saiu vencedor, é claro! Rs.

Até então, possui dois álbuns gravados: “The World from the Side of the Moon” (2012) e “Behind the Light” (2014).

Dentre os seus artistas favoritos destacam-se Dave Matthews, Jonny Lang e Mumford & Sons!  É uma pessoa feita pra gente amar muito, só digo isso.

Informação útil (ou nem tanto): Ele se casou em outubro de 2015 com a namorada de colégio Hannah Blackwell. Muito fofo, não é gente? – E completamente indisponível…

Depois de digerirem a informação acima, apreciem essa preciosidade em forma de música que é “Gone, Gone, Gone”:

 

É isso aí, meu povo! Espero que tenham gostado das indicações! 

Até a próxima! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *