5 lemas para não se arrepender – #umadosedereflexão

 

É natal, quase ano novo, e, em geral, nessa época as pessoas costumam ficar bastante reflexivas. Eu não sei vocês, afinal, há quem não se importe com o encerramento de ciclos, há quem considere o réveillon uma simples passagem de um dia para outro e nada além, mas eu sempre fui do tipo que se importa, que reflete e faz planos. Por isso, resolvi compartilhar algo meu com vocês.

Continue lendo

Um pouquinho sobre a nova MPB #indicação

Nossa velha e adorada MPB é um gênero musical já um tanto quanto velhinho. Segundo reza a lenda, surgiu ainda no período colonial, da junção dos instrumentos rudes indígenas, com os cantores e tocadores de viola portugueses e os ritmos variados vindos de África. Faz todo sentido, afinal, não seria nossa música popular brasileira se não tivesse surgido da mistura e miscigenação que representa o nosso país, não é?

Continue lendo

Quem é você, Alasca? #MaisUmaDoseDeLiteratura

Naturalmente, o primeiro livro que eu li de John Green foi “A Culpa É Das Estrelas”, mas, depois de morrer de amores por Gus e Hazel, eu sabia que tinha que conhecer mais sobre o autor. Então, após ler uma resenha sobre o livro no Skoob – e de ver um spoiler nos comentários –, eu comprei “Quem É Você, Alasca?”, junto com mais outros dois livros, numa promoção incrível da Saraiva (merchan gratuito, hehehe).
Demorei um pouco de começar a ler. O livro ficou parado na minha estante por uns dois meses, mas quando eu finalmente resolvi que havia chegado a hora, aconteceu de novo, eu não pude mais parar de ler até chegar ao final.

Continue lendo

Jogos Vorazes – livros, filmes e uma pitada de música

Minha história com Jogos Vorazes, a saga, é recente e avassaladora. Quando saiu o primeiro filme, eu não dei a menor importância. Não sabia do que se tratava e também não me interessei por procurar saber. Mas aí, quando o segundo filme estava prestes a ser lançado, e eu notei toda a histeria e ansiedade dos fãs, resolvi dar uma chance à saga e descobrir, afinal, o que era essa estória que estava deixando tanta gente apaixonada. Assisti, então, ao primeiro filme e adorei. Assisti ao segundo e me apaixonei. Li os três livros – Jogos Vorazes, Em Chamas e A Esperança – e virei mais uma fã histérica e ansiosa (risos).

Continue lendo

Pra Sonhar e Perceber

“É preciso força pra sonhar e perceber que a vida vai além do que se vê” 
Além do que se vê – Los Hermanos
Quando nós somos crianças, a vida é tão bonita, não é? Qualquer pequena alegria é uma verdadeira felicidade. Eu me lembro de que, por volta dos meus 5 anos de idade, uma das minhas brincadeiras favoritas era armar “cabaninha” na sala de casa. O manual da brincadeira dizia: “Monte você mesmo a sua cabana! Use de duas a quatro cadeiras e alguns cobertores!” E depois de montada era a hora de ser feliz! Aquele singelo conjunto de cadeiras e cobertores – uma verdadeira bagunça que deixava nossas mães de cabelo em pé – era um perfeito castelo, e ai de quem ousasse desmontá-lo!

Continue lendo