Resenha: Eleanor & Park, de Rainbow Rowell ❤

Editora Novo Século
Gênero: Ficção/Romance

                Eu amei muito esse livro, simplesmente isso. Depois de encarar vários livros com tramas complexas e densas que, apesar de excelentes, sugaram meu emocional, li Eleanor & Park e superei toda minha ressaca literária. Não que a própria trama da estória seja tão leve assim, mas, sei lá… Trouxe frescor e, ao contrário de muitas resenhas que li, o final não partiu meu coração. Claro, me deixou angustiada, mas achei bem coerente e lindo à sua maneira, e vou torcer pra que a sequência que Rainbow Rowell escreveu contando a vida deles com 30 anos seja lançada algum dia! Eu iria adorar!

Continue lendo

Resenha cinematográfica: Mesmo se nada der certo (Begin Again) ❤

Gênero: Drama/romance.

Dizer que eu estava ansiosa pra assistir esse filme é muito pouco perto do que eu realmente estava sentido. Digamos que eu estava… desesperada! Acho que isso sim faz mais justiça ao meu estado de espírito enquanto aguardava o lançamento de Begin Again.

Pra começar, tenho 3 bons motivos pra qualquer pessoa gostar desse filme. O 1º é: Adam Levine está no filme ATUANDO e CANTANDO lindamente como só ele sabe fazer! <3 (acho que já ficou claro pra todo mundo que me conhece que eu sou muito fã do cara e o amor é antigo, já faz pelo menos 12 anos que o descobri e gosto cada dia mais!); O 2º, os co-protagonistas são nada mais nada menos que Keira Knightley e Mark Ruffalo. OI?! Que elenco é esse, minha gente?! Amo Keira e amo Mark, pra mim são dois grandes atores, estão no rol dos meus preferidos, arriscaria dizer! E o 3º e último motivo, mas não menos importante, é: A TRILHA SONORA É PERFEITA!

Continue lendo

Resenha: Onde terminam os arco-íris / Simplesmente acontece, de Cecelia Ahern

Editora Relume Dumará 
Obs.: Relançado pela editora Novo Conceito com o título “Simplesmente Acontece”
Gênero: Ficção/Romance (comédia e drama)

                 Por onde começar a falar desse livro totalmente fantástico? Realmente não sei, então vou despejar as informações de acordo com o que faz sentido na minha cabeça, espero que faça sentido pra o resto do mundo ao final.
                Conheci o livro através da resenha da Iris Figueiredo no blog dela (http://migre.me/m8g95/) e, desde lá, fiquei completamente encantada, louca, alucinada para lê-lo. Esse negócio de melhor amigo mexe comigo, pois sempre tive muitos amigos do sexo oposto, só que, no meu caso, com zero expectativa de romance por ambas as partes, porque sou uma veemente defensora da amizade pura entre sexos opostos. Mas enfim ‘melhores amigos’ com romance ou sem romance é um tipo de storylineque me atrai bastante.

Continue lendo