Resenha: Garota exemplar, de Gillian Flynn

Editora Intrínseca

Gênero: Ficção/Drama/Suspense

           Fiquei muito tempo ansiosa pra ler Garota Exemplar, porque a sinopse me deixou completamente instigada e porque amei a capa clean (é isso mesmo, boa parte do motivo pelo qual comprei o livro foi pela capa! Rs, às vezes acontece e às vezes dá certo!).

          “Garota exemplar”, em minha opinião, é aquele tipo de livro que não deixa você fazer mais nada enquanto você não desvenda a coisa toda, ou seja, basicamente até você chegar ao fim! Eu devorei o livro em três dias e ficava louca com as reviravoltas da trama.

          Antes de tudo, gostaria de expressar uma opinião pessoal: a meu ver, a estória é, além de tudo, uma crítica. Uma crítica à sociedade manipulada pela mídia e obcecada pela vida alheia, sem falar na questão sociocultural do próprio casal protagonista, cujo um dos motivos pelo qual a relação estremecida é justamente a alteração no status quo do padrão de vida, claro que há fatores adjacentes e toda uma loucura por trás da coisa, mas, creio que a intenção da autora era tocar nesses pontos também, pelo menos eu captei essa mensagem.

Continue lendo

Dica de Séries: Reign e Jane The Virgin #UmaDoseDeCinemaeTV

Bem, gente, meu post de hoje é o nosso primeiro Dica de Série (YAY!) e eu escolhi falar sobre duas séries que estão entre as minhas favoritas ultimamente, Reign e Jane The Virgin, mesmo que a única semelhança entre elas seja apenas o fato de passarem no mesmo canal (CW, nos Estados Unidos).
Foi meu primeiro vlog e rendeu 1237623836 milhões de erros (na edição, segundo Vivi, a parte mais difícil foi escolher os erros mais legais, porque foram TANTOS! ¬¬), mas espero que vocês consigam extrair algum proveito das minhas dicas, compartilhadas com muito carinho! ❤

Continue lendo

Resenha (filme): Stuck in Love (Ligados Pelo Amor) ❤

Gênero: Comédia/drama/romance.

Eu resolvi assistir a esse filme por motivos de: Lily Collins é uma das protagonistas e a temática central gira em torno do mundo literário, ou seja, muitos corações pra ele desde o princípio. E não me decepcionou!
Além dos motivos originais, encontrei agradáveis surpresas como Nat Wolff (que, recentemente, fez o Isaac em A Culpa É Das Estrelas e também atuou em Paz, Amor E Muito Mais) e Logan Leerman (Percy Jackson em pessoa e Charlie, de As Vantagens De Ser Invisível), além de todo um elenco de peso com nomes como Greg Kinnear e Jennifer Connely.

Continue lendo


Resenha: Eleanor & Park, de Rainbow Rowell ❤

Editora Novo Século
Gênero: Ficção/Romance

                Eu amei muito esse livro, simplesmente isso. Depois de encarar vários livros com tramas complexas e densas que, apesar de excelentes, sugaram meu emocional, li Eleanor & Park e superei toda minha ressaca literária. Não que a própria trama da estória seja tão leve assim, mas, sei lá… Trouxe frescor e, ao contrário de muitas resenhas que li, o final não partiu meu coração. Claro, me deixou angustiada, mas achei bem coerente e lindo à sua maneira, e vou torcer pra que a sequência que Rainbow Rowell escreveu contando a vida deles com 30 anos seja lançada algum dia! Eu iria adorar!

Continue lendo

Resenha cinematográfica: Mesmo se nada der certo (Begin Again) ❤

Gênero: Drama/romance.

Dizer que eu estava ansiosa pra assistir esse filme é muito pouco perto do que eu realmente estava sentido. Digamos que eu estava… desesperada! Acho que isso sim faz mais justiça ao meu estado de espírito enquanto aguardava o lançamento de Begin Again.

Pra começar, tenho 3 bons motivos pra qualquer pessoa gostar desse filme. O 1º é: Adam Levine está no filme ATUANDO e CANTANDO lindamente como só ele sabe fazer! <3 (acho que já ficou claro pra todo mundo que me conhece que eu sou muito fã do cara e o amor é antigo, já faz pelo menos 12 anos que o descobri e gosto cada dia mais!); O 2º, os co-protagonistas são nada mais nada menos que Keira Knightley e Mark Ruffalo. OI?! Que elenco é esse, minha gente?! Amo Keira e amo Mark, pra mim são dois grandes atores, estão no rol dos meus preferidos, arriscaria dizer! E o 3º e último motivo, mas não menos importante, é: A TRILHA SONORA É PERFEITA!

Continue lendo